//
você está lendo...
Crítica, Textos meus

Paraísos Artificiais: exemplo para o cinema brasileiro

Com “Paraísos Artificiais”, a Zazen e seus sócios Marcos Prado e José Padilha dão mais uma mostra de sua versatilidade e competência cinematográfica e comercial.

Longa de estreia na ficção do diretor do premiado “Estamira”, “Paraísos…” é um ótimo filme, com uma trama sólida, que tem tudo pra dialogar com um público amplo. Longe do que se tem sugerido, sobretudo em cima do título, escolhido evidentemente por critérios comerciais, não se trata de um filme superficial que surfa na onda das drogas associadas às festas de música eletrônica. Ao contrário, o tratamento dado ao tema é complexo e instigante, suscitando, como todo bom filme, um bom debate sobre o comportamento da juventude contemporânea, sobre o lugar das drogas em nosso imaginário e na sociedade e sobre a família.

“Paraísos…” evidentemente não discursa sobre tais questões. É a narrativa quem naturalmente suscita o debate para quem assiste. A trama gira simplesmente em torno do relacionamento de Nando (Luca Bianchi), Érica (Nathalia Dill) e Lara (Lívia de Bueno), em três momentos diferentes: oito anos antes, numa rave no litoral do Nordeste, quatro anos antes, em Amsterdam, e no presente, no Rio de Janeiro. As drogas obviamente são um dos componentes principais nos rumos que as vidas dos três tomarão.

Contrariando também certa tendência de nosso cinema, mas confirmando o talento dos sócios da Zazen como escritores, “Paraísos..” é um ótimo filme sobretudo porque se embasa num roteiro sólido, bem trabalhado e que, por isso, surpreende.

“Paraísos..” tem tudo pra desagradar à intelectualidade esquerdista, que vai achá-lo conservador, e também à classe média conservadora, que vai achá-lo liberal e chocante. Mais uma sólida evidência de um bom filme.

Por seu apelo junto ao público, estratégia comercial, mas sobretudo por ser uma ótima narrativa, “Paraísos Artificiais” é um exemplo para nos mirarmos.

Sobre pedronovaes

Diretor e Produtor de Cinema e Vídeo. Sócio da Sertão Filmes, produtora com base em Goiânia, Brasil.

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s